Existem diversas razões para as crianças chuparem os dedos. Para muitas, o ato é apenas um reflexo e alguns bebês conseguem substitui-lo com a chupeta tranquilamente. Outras têm o hábito como busca de alimento, quando está se sentindo faminta, como um processo calmante. Se a criança está sofrendo de um episódio de estresse, chupar os dedos pode ser confortante. Além disso, a atividade é realizada num momento de tempo livre ou quando estão chateados.

A maioria das crianças deixa de chupar o dedo sozinhas, entre os dois e quatro anos. O que não se recomenda é pressionar, pois costuma intensificar mais ainda a vontade.

Alguns pais ficam preocupados com os dentinhos do bebê. De acordo com especialistas, o que deforma a arcada dentária é a intensidade da sucção e o tipo de movimento que a criança faz com a língua e nesses casos é bom tentar ajuda-lo a largar o hábito o quanto antes.

Dicas de como fazer isso é tentando substituir pela chupeta, continuar dando de mamar, observar o ato durante a noite, ocupar a mão das crianças, evitar brigas, procurar as motivações das crianças e negociar horários e momentos. O segredo é perceber quando e onde o hábito acontece e tentar redirecionar a atenção do bebê oferecendo uma alternativa.

FONTE:https://brasil.babycenter.com/a25007791/crian%C3%A7a-que-chupa-o-dedo-tem-como-acabar-com-esse-h%C3%A1bito